terça-feira, 14 de novembro de 2017

Dica de Leitura - ESTRELAS TORTAS (Walcyr Carrasco)


Marcella, uma garota bonita e cheia de vida, excelente atleta, sofre um acidente de carro e fica paraplégica.


A partir daí, desenvolve-se a narrativa de ESTRELAS TORTAS.
Cada capítulo traz o ponto de vista de um familiar ou de um amigo da moça (que também narra um dos capítulos) desse acidente que muda a trajetória da vida de toda a família.
Ao longo da narrativa, o autor também dá boas "alfinetadas" na falta de cuidado dos motoristas na direção, nas precárias condições de acessibilidade das cidades etc.
Um livro para ser lido por todos - principalmente pelas pessoa que têm ou convivem com quem tem qualquer tipo de limitação. E ninguém está livre disso.

Saiba mais!

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Já está valendo!

terça-feira, 24 de outubro de 2017

Câmara recebe simpósio sobre lesão encefálica adquirida

DA TV CÂMARA
O Centro Paulista de Neuropsicologia promoveu na Câmara Municipal o IV Simpósio de Lesão Encefálica Adquirida. Participaram profissionais da área da Saúde, familiares e pacientes.
Veja a reportagem:








sábado, 30 de setembro de 2017

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Cuidador de idosos deve ficar atento com administração dos medicamentos


ELDER FERRARI
DA WEB RÁDIO CÂMARA

Um dos aspectos mais complexos para os cuidadores de idosos é a administração medicamentosa. Este é um dos principais assuntos tratados no curso “Boas Práticas para Atenção à Pessoa Idosa”, que acontece todo o mês na Câmara Municipal de São Paulo.

A enfermeira Cláudia Vallone Silva, uma das organizadores do curso, ressalta que é responsabilidade do cuidador administrar a medicação ao idoso. E isso quer dizer organizar os medicamentos, separar por horários e garantir que o remédio seja dado. Ela explicou que é sugerido aos cuidadores dar o medicamento junto com as refeições.

“Que essa pessoa possa fazer a divisão dessas medicações, se puder ser junto com a refeição é melhor, porque o idoso não vai perceber que aquilo estará acontecendo, mas para isso é necessária uma indicação do médico. Não se pode fazer nada sem orientação médica.”

A também enfermeira Maria Alice Lelis ressalta que normalmente os problemas acontecem com os idosos que têm doenças crônicas e necessitam de diversos medicamentos.

“Quando ele tem mais de uma doença crônica, como por exemplo hipertensão, diabetes, hipotiroidismo, o paciente precisa de um número de medicamentos que fica desconfortável para o uso”.

Maria Alice ainda destacou que o cuidador de idosos só pode administrar os medicamentos orais. Os medicamentos injetáveis são específicos para profissionais de saúde. Ela chamou a atenção para os idosos hipertensos, que rejeitam o medicamento por alegar que não estão com a pressão alta. Mas a enfermeira explica que esse tipo de medicamento é justamente para manter o controle da doença.

“É para evitar que ele desenvolva um AVC (Acidente Vascular Cerebral) ou Acidente Vascular Encefálico. E algumas vezes o idoso acha que não precisa, por estar com a pressão regular.”

O curso gratuito de capacitação Boas Práticas para a Atenção à Pessoa Idoso acontece mensalmente no Palácio Anchieta e a próxima edição será realizada no dia 26 de outubro, uma quinta-feira. Mais informações você pode consultar aqui. O curso tem o apoio do vereador Gilberto Natalini (PV)

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

segunda-feira, 11 de setembro de 2017